Fone/Fax: (62) 3328 1919

contato@quadrangular.org.br

Agenda

13

Abri

 Cultos Simultâneos

26

Abri

 Batismo

01

Mai

 Labaredas de Fogo

toda a agenda

Blog do Pastor

Blog do Pastor Washington Luiz

 A RAZÃO DE TUDO – Rm. 11:36“porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.”1 – TUDO É PARA ELE – PARA SUA GLÓRIA2 – O QUE É A GLÓRIA DE DEUS? 1 – A glória de Deus é o que Ele é. 2 – A glór

continue lendo

Últimas Notícias

Quarta-feira, 23/11/2011

Mais Que Ouro: conheça o projeto de evangelismo realizado durante os eventos esportivos mundiais.

Fonte: Gospel+

Mais Que Ouro: conheça o projeto de evangelismo realizado durante os eventos esportivos mundiais.

O projeto Mais Que Ouro, criado como uma marca para ser usada pelas igrejas em esportes e eventos esportivos em diversas comunidades mundiais, é um projeto de auxílio para alcançar atletas, treinadores, dirigentes das delegações e turistas de uma comunidade local. Esse trabalho cristão está envolvido com os maiores eventos esportivos mundiais há mais de 40 anos.
 
O projeto surgiu nos preparativos para as Olimpíadas de 1996 em Atlanta. Antes do projeto, os trabalhos eram realizados de forma independente, e nos anos 80 e início dos anos 90 as agências missionárias ajudavam a igreja local a desenvolver as parcerias.
 
Os grandes eventos esportivos estão vindo para o Brasil, e a enorme cobertura da mídia espera uma audiência de 90% dentro do Brasil, além das milhares de pessoas que são esperadas nesses evento esportivos, que são atendidas pelo trabalho do projeto Mais Que Ouro com ações práticas que demonstram o amor de Deus.
 
Ações como distribuição gratuita de água mineral, serviços de tradução, atendimento médico, psicológico e jurídico, recreações para crianças, entre outras atividades, são os trabalhos realizados nas comunidades locais das cidades sedes.
 
Como uma plataforma, o Mais Que Ouro já possui estrutura ao redor do mundo que envolve milhares de igrejas e organizações. Elas criam uma série estratégica de programas de equipes, um comitê executivo centralizado e um conselho administrativo. Com esses programas, o projeto proporcionará às pessoas uma oportunidade de encontro com Cristo e em como conhecê-lo melhor durante os importantes jogos de 2014 e 2016 no Brasil.

O diretor garante, porém, que a conta de luz não ficará mais cara para os consumidores que não têm flexibilidade de uso da energia elétrica. "Ressalta-se que não haverá majoração de custos para aqueles que a tarifa branca não é vantajosa, haja vista que continuarão na modalidade convencional", garantiu Santana.

Conforme a nova estrutura tarifária do setor de distribuição aprovada pela Aneel, o horário de pico terá três horas de duração. A faixa intermediária durará duas horas - uma antes e outra após o horário de pico. Os horários de maior e menor demanda serão fixados pelas distribuidoras, mas terão de ser submetidos a audiência pública e aprovados pela Aneel.

Opcional
A nova modalidade tarifária terá caráter opcional, exceto para a cobrança de iluminação pública e para o mercado de baixa renda, com vigência a partir de janeiro de 2014. Em 2013, serão feitas as simulações dos valores das tarifas e os resultados serão divulgados pela Aneel, a fim de que o consumidor saiba se será vantajoso ou não para ele aderir ao novo sistema.

A alteração da forma de cobrança também dependerá da implantação dos medidores eletrônicos de energia, os chamados "medidores inteligentes", que ainda estão em fase de desenvolvimento no país.

A Aneel também vai criar "bandeiras tarifárias" nas cores verde, amarela e vermelha, para alertar toda a sociedade sobre os custos de geração de energia ao longo do tempo. Quando a Aneel anunciar a "bandeira verde", isso indicará um cenário de custos baixos para gerar a energia que chega ao consumidor.

A "bandeira amarela" representará um sinal de atenção, pois alertará que os custos de geração estão aumentando. Já a "bandeira vermelha" indicará que uma situação mais grave, na qual, para suprir a demanda, estão sendo acionadas uma grande quantidade de termelétricas para gerar energia, que é uma fonte mais cara do que as usinas hidrelétricas, por exemplo.

Com a implementação das bandeiras tarifárias, o consumidor saberá se a energia que ele está recebendo em sua casa está mais cara ou mais barata em função da abundância ou falta de chuvas, que afetam diretamente o nível dos reservatórios e, consequentemente, o preço da tarifa. Hoje, o impacto da falta de chuvas e da necessidade do acionamento de térmicas, por exemplo, só é sentido pelo consumidor na época do reajuste da tarifa.

Ministérios

Iª Igreja do Evangelho Quadrangular
Brasil - GO/Anápolis - Setor Central
Rua Benjamin Constant, 786 - CEP: 75000-000
Fone/Fax: (62) 3328 1919

Iª I.E.Q. © 2012. Todos os direitos reservados.